segunda-feira, 24 de julho de 2017

205º dia, Nossa Senhora das Treze Pedras

Por Deiber Nunes Martins
A Virgem Maria aparece de diferentes formas a seus filhos mais humildes. A Mãe de Deus não deixa de socorrer seus devotos em seus infortúnios. A história da devoção a Nossa Senhora das Treze Pedras passa por ai.
De origem francesa, a história de Nossa Senhora das Treze Pedras surgiu quando um carroceiro se viu em perigo, ao ter sua carroça atolada num local de difícil acesso. No sufoco, aquele humilde devoto de Maria, clamou o auxílio dela e foi imediatamente atendido. Nossa Senhora apareceu ao carroceiro, acompanhada dos doze apóstolos. Com cuidado ela e os apóstolos pousavam os pés em treze pedras dispostas no lugar, para ajudar a travessia naquele lugar alagadiço, diante do perigo de inundação, frente aos temporais que castigavam a região.
Aconteceu que o carroceiro foi salvo com o auxílio de Nossa Senhora que junto aos apóstolos mostrou-lhe o lugar por onde pisar – as pedras que lhe deram sustentação. Este milagre, fez com que o bispo benzesse as treze pedras e as colocasse no piso do santuário, dedicado a Nossa Senhora das Treze Pedras.
OREMOS:
Santa Maria das Treze Pedras, junto aos apóstolos, socorrestes aquele pobre carroceiro. Em nossas dificuldades, oh Mãe, ajuda-nos a suportar com fé e perseverança. Que nenhum filho Teu, Mãe, sinta-se desamparado, sem chão. Mas que nossa fé e nossa devoção, possamos sempre caminhar na certeza do vosso amparo.
Nossa Senhora das Treze Pedras, velai por nós!
REFERÊNCIA:
ADUCCI, Edésia. Maria e Seus Títulos Gloriosos. São Paulo: Ed. Loyola, 2003.


Nenhum comentário: