quinta-feira, 22 de junho de 2017

173º dia, Nossa Senhora de Laus


Por Deiber Nunes Martins
No ano de 1664, a jovem Benôite Rencurel, com então 16 anos, conduzia um rebanho, rumo as montanhas de São Miguel, quando ouviu de uma pessoa mais velha, instruções que a deixaram perplexa:
“Amanhã deves ir ao vale de Santo Estêvão; aí verás uma bela senhora, que é a Mãe de Deus”.
Intrigada, Benôite responde:
“A Mãe de Deus está no céu. Como é que poderei vê-la aqui na terra?”
“Ela está no Céu, mas vem à terra sempre que quer”, foi à resposta que obteve.
A partir dali, Nossa Senhora começou a aparecer para a jovem, no início em uma pequena capela. Tempos depois, em uma capela maior, construída em honra a Maria. Por 54 anos a Mãe de Nosso Senhor preparou Benôite, para que ela fosse sua aliada, na urgente luta pela conversão dos pecadores.
Muitos padres presenciaram a ocorrência de fatos sobrenaturais no interior da capela. Ao longo dos anos, perfumes celestiais se espalhavam aos quatro cantos da capela, enquanto se praticavam atos devocionais, ou durante a celebração da Santa Missa.
Benôite Rencurel faleceu em 28 de dezembro de 1718, em odor de santidade, após sofrer inúmeras afrontas para defender a Virgem Maria e fazer cumprir a missão que lhe fora dada.
Num intervalo inferior a um ano, desde as primeiras aparições à Benôite Rencurel, inúmeros milagres e prodígios aconteceram em Laus, cidade dos Alpes, situada à diocese francesa de Gap. Tais milagres de Nossa Senhora, fizeram com que a 25 de março de 1665, cerca de 35 paróquias da região, se reunissem no lugar onde Maria teria aparecido.
Em 4 de maio de 2008, Dom Jean Michel Di Falco, bispo de Gap, declara a aprovação oficial da Igreja, às aparições de Nossa Senhora de Laus. Diz o bispo:
“Reconheço a origem sobrenatural das aparições e os fatos e ditos, experimentados e narrados por Benôite Rencurel. Animo a todos os fiéis a vir e orar, e procurar renovação espiritual neste santuário.
OREMOS:
Santa Maria, Mãe de Deus. Muito precisamos do teu amparo, do teu apoio, em nossas batalhas espirituais. Assim como nos diz Paulo, o bem que desejamos nem sempre o fazemos e até fazemos o contrário, desejando acertar. Erramos, quando na verdade, nosso desejo é acertar. Acertar o caminho rumo a Deus Pai. Nesta empreitada, Virgem Mãe, ajuda-nos a fazer a vontade do Pai e a fugir do pecado. Ajuda-nos em nossa caminhada, em nosso processo de conversão.
Nossa Senhora de Laus, rogai por nós!
REFERÊNCIAS:
ADUCCI, Edésia. Maria e Seus Títulos Gloriosos. São Paulo: Ed. Loyola, 2003.
CASTRO, Maria Alice Soares de. Nossa Senhora de Laus. Artigo publicado no Portal A12, disponível em http://www.a12.com/santuario-nacional/formacao/detalhes/nossa-senhora-de-laus, acessado em 20 de junho de 2017 às 16h06min.
ZANON, Frei Darlei. Nossa Senhora de Todos os Nomes: Orações e História de 260 Títulos Marianos. São Paulo: Ed. Paulus, 2014.


Nenhum comentário: