sexta-feira, 21 de maio de 2010

Nossa Senhora da Imaculada Conceição


Por Deiber Nunes Martins
Fonte: www.fatima.com.br

Esta é uma das celebrações mais antigas da Igreja primitiva. A convicção da pureza completa de Maria, Mãe de Deus nunca foi questionada pelo povo cristão. Entretanto esta doutrina não encontrava consenso entre as várias vertentes do alto clero da Igreja, que continuou discutindo a questão durante muitos séculos. Não que Maria fosse ser desconsiderada, ao contrário sempre tida como a mais sublime das criaturas, mas havia receio de que a verdadeira doutrina da Redenção, operada somente pelas virtudes de Jesus Cristo, fosse confundida.

Em 1830, a Virgem Maria apareceu à Santa Catarina Labouré e mandou cunhar uma medalha com a sua imagem e a oração: 'Maria concebida sem pecado, rogai por nós, que recorremos à vós'.
Finalmente em 1854, o Papa Pio IX definiu a Imaculada Conceição da Mãe de Deus como verdade ou dogma de fé, através da bula 'Ineffabilis Deus' que proclamou: 'Maria isenta do pecado original, desde o primeiro instante de sua existência no seio de sua mãe, em atenção aos méritos de Jesus Cristo, Salvador do gênero humano'.

A sua celebração foi fixada no calendário litúrgico oficial da Igreja, no dia 08 de dezembro.
Em 1858, as aparições da Virgem Maria na cidade francesa de Lourdes confirmaram essa verdade de fé, um sinal da divina misericórdia de Deus. Maria disse claramente 'Eu sou a Imaculada Conceição' à menina vidente, Santa Bernadete Soubirous.

Ao longo dos séculos, o povo adaptou o título à forma usual das devoções e passou a chamar de Nossa Senhora da Conceição à invocação mais preciosa da Igreja: a Imaculada Conceição da Santíssima Virgem Maria, Mãe de Deus.

Esta é a devoção mariana mais querida em Portugal, que a tem como Padroeira da nação desde 1646. O culto se difundiu e chegou ao Brasil em 1549, com a primeira escultura de Nossa Senhora da Conceição trazida por Tomé de Souza ao desembarcar na Bahia. Porém, o seu maior propagador foi o missionário jesuíta José de Anchieta. A população cristã americana celebra Nossa Senhora da Conceição como a Padroeira Eterna dos Estados Unidos da América do Norte.

Tenho um grande carinho por Nossa Senhora da Conceição porque fui batizado na Matriz da Imaculada Conceição em Raposos/MG. Mas não só por isso. O dogma da Imaculada Conceição nos remete a pureza da Virgem Maria. Maria Concebida Sem Pecado Original, é cheia de Graça, cheia do Espírito Santo de Deus. Maria é cheia do Espírito Santo e tão logo sua prima Isabel a avistou, ficou cheia do Espírito Santo também, passando a proclamá-la "Cheia de Graça". É a manifestação de Pentecostes já naquele momento, onde Jesus ainda era gestado no ventre da Virgem.
A história de Maria, sua infância, sua mocidade, seus hábitos e costumes nos servem de exemplo para nossa vida. Maria é o grande testemunho da obra de Deus. Como podemos nos colocar a serviço e deixar que o Pai tome conta de tudo. Maria, certamente não daria seu Sim se não fosse plena de Espírito. Ela é imaculada, santa! Nossa Mãe do Céu. Nossa Senhora da Conceição, rogai por nós!

Belo Horizonte, 21 de Maio de 2010.

Nenhum comentário: