quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Deus Imenso


Música: Vida Reluz
Composição: Walmir Alencar, Pe. Fábio de Melo
Texto: Deiber Nunes Martins

Não sou nada, eu bem sei
Tão pequeno, um grão de areia em tuas mãos
Barco à vela que se abandona
Segue o rumo e vai buscando o alto mar.

Assim me encontro diante de ti
Um Deus imenso que por amor se deixa alcançar

Te adorarei, meu Deus, enquanto eu existir
Proclamarei as maravilhas que fizeste em mim
O teu calor me envolve, o teu olhar me acalma
E em teus braços, o teu amor
Inflama minha alma
Que posso mais dizer se o coração já disse
Te amo!


Senhor, perdoa-me por minha insensatez. Perdoa-me substituir o louvor pelo murmúrio. Perdoa-me por não reconhecê-lo ainda mais presente em minha vida. Senhor, as vezes eu vejo outros rapazes de minha idade, completamente perdidos, completamente entregues a destruição. Em cada caso assim, eu devo louvá-lo, Senhor, pois poderia ser eu. E o Senhor, me livrou desses males. O Senhor vem em meu socorro. Devo louvá-lo, sim.
Que eu sempre te adore, que eu sempre te louve, Senhor. Minha prece de hoje, é pedir-te mais tempo para o louvor. E que eu consiga vencer o mal da reclamação diante dos problemas do cotidiano e vos louve ainda mais neste momento. Que eu seja efusivo no louvor e não no lidar com os outros. Que eu saiba manter a calma. Que o louvor dispensado a Ti, me faça melhor. Me faça mais santo. É o que busco, Senhor.
Obrigado, meu Deus, pela minha vida. Pela minha família. Pelo meu noivado. Pelo meu trabalho. Por todas as realidades que vivo. Tu és mais, Senhor. Tu vais além. Obrigado, Senhor.

Belo Horizonte, 10 de Setembro de 2008.

Um comentário:

Barbara disse...

Uno-me a esta prece de louvor..Que Deus ponha guarda a porta de nossos lábios e sentinelas em nossa boca,para que dela só sai palavras de louvor e gratidão!
Amo vc!
Sua Orquidea!