terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Amor Pra Recomeçar


Música de Roberto Frejat

Eu te desejo não parar tão cedo
Pois toda idade tem prazer e medo
E com os que erram feio e bastante
Que você consiga, ser tolernate

Quando você ficar triste que seja por um dia
E não o ano inteiro
E que você descubra que rir é bom
Mas que rir de tudo é desespero!

DESEJO,
QUE VOCÊ TENHA A QUEM AMAR
E QUANDO ESTIVER BEM CANSADO
QUE AINDA EXISTA AMOR PRA RECOMEÇAR...

Eu te desejo muitos amigos
Mas que em um, você possa confiar
E que tenha até inimigos
Pra você não deixar de duvidar.

Eu desejo, que você ganhe dinheiro
Pois é preciso viver também
E que você, diga a ele, pelo menos uma vez
Quem é mesmo o dono de quem...


Este desejo expresso na música também é o meu para sua vida, caríssimo(a) leitor(a). Tenho vivido momentos difíceis, estou muito cansado. E estou fraco também. Por isso os textos minguados... Tenho sentido uma fraqueza repentina, algo que não sei explicar, mas que me causa medo diversas vezes. De todo modo, ainda existe amor pra recomeçar. Ainda tenho um fiapo de força para ao menos, abrir os olhos e ver o alto, onde é a meta de todos nós.
Nossas batalhas não são fáceis. Cada um com sua cruz, cada um com sua história. Por isso, é importante ter em mente uma meta e ter em mente também que existe amor lá no fundo, pra recomeçar, sempre que precisarmos.
Caríssimo(a), você é a razão de ser do meu espaço. Não há sentido escrever, se não há quem leia o que se escreve. É preciso luz no fim do túnel, pra que a alma do escritor que há em cada um de nós não morra de tédio. Muitas vezes, a razão da palavra é ser o fio condutor entre o escritor solitário e seus leitores ávidos por nada mais que uma palavra. Por isso, pensando em vocês, desejo o melhor. Que vocês possam se deixar guiar pela vontade de Deus em suas vidas, vontade esta carregada de um amor infinito e pleno, que dá vontade de amar, só de saber que este amor é todo nosso.
E como diz um amigo meu, nos encontramos aí, numa melhor!

Belo (e aprazível) Horizonte, 03 de Fevereiro de 2009.

Um comentário:

Barbara disse...

O cansaço é certamente um entrave diante dos nossos olhos.Nos torna cegos e muitas vezes surdos.è preciso nesse tempo ser verdadeiro com vc mesmo e com o outro.Talvez dizendo: Não estou apto a responder com coerencia tal situação(rsrsrs) tenho descoberto isso para que não possa brigar com quem amo,ou quem está ao meu lado.É preciso por em pratica(rsrsr),mas é uma verdade!
Bom texto!
Parabéns
Te amo!
Bj,Sua Orquidea