quinta-feira, 25 de outubro de 2007

Um Coração Missionário

Um Coração Missionário

Ser missionário é ir ao encontro do outro, daquele que precisa, daquele que não conhece o plano salvífico de Deus. As missões são muitas, mas Deus caminha ao lado do missionário. E muitas vezes é Deus quem carrega a missão, quando o fardo é por demais pesado.
Escrevo sobre Missão porque estamos no mês das missões. E ontem, dia 24/10 foi o dia da Missão. Mas também escrevo, com um carinho especial em homenagem a uma missionária pelo qual tenho muito apreço: você mesma, orquídea! Sei que assim que ler, vais saber...
Vejo o trabalho de um missionário como o mais desafiador possível. Um coração missionário é também um coração que acolhe, um coração que sofre junto, um coração aventureiro, que sabe se jogar nos braços do Pai e ir aonde Ele quer que vá. E ser missionário é fazer o trabalho árduo que Paulo fez, revelando aos povos do mundo as verdades do Pai e o seu Plano de Amor.
Mas a Missão não significa ir para longe, evangelizar aqueles que nunca ouviram falar do Cristo. A Missão é muito mais. Um coração missionário é antes de tudo aquele que vê no irmão, a face de Cristo. E isto é algo que se pratica dentro de casa, nas coisas mais simples. E depois no dia a dia, no trabalho, na Igreja, na escola, faculdade... é ir de encontro ao outro e sua necessidade. O missionário sabe ouvir não só em outro idioma mas também o mesmo sotaque, uma mesma realidade. Por isso, somos missionários até parados num mesmo lugar. Um coração missionário está repleto de Cristo e o espalha onde quer que esteja.
Enfim, a missão seja pequena ou grande, fácil ou difícil nos lembra da Cruz. Nos lembra do plano salvífico de Deus e deve ser levada adiante, não importa o que aconteça. Uma missão só termina quando Deus quer. E Deus assim nos diz, quando leva o nosso coração para uma outra realidade. Parabéns Orquídea por ser missionária! E por me mostrar que eu também sou. A você, o meu beijo no coração. Em teu coração missionário.

Um comentário:

Barbara disse...

Oi amore,
Nessa vida missioneira a gente vai aprendendo que onde Deus nos planta aí a gente deve dar frutos...compreendi nessa minha vida que muitas vezes quando uma planta é transplantada tende a murchar um pouco,embora passando por readaptações o coração é unico e a missão é perene...
A granadeza de um missionario está em ser simples e acima de tudo incansavel...
obrigada pelo carinho e lembrando que estamos juntos sempre...
Se esquecer..è dentro de casa que o céu começa!